“Sempre vejo o PRB como uma esperança”. Conheça Raquel Correia, a coordenadora do PRB Mulher MS

Conte-me um pouco da sua vida. (Infância. É formada? Casada? Tem filhos?).

A republicana teve uma infância pobre, mas nunca deixou de sonhar e sempre teve a capacidade de enxergar as lado bom da vida. Raquel Correia quando pequena quando já teve que enfrentar o seu primeiro obstáculo – o abandono da mãe – quando tinha apenas sete anos, junto a sua irmã mais nova, foi criada com muito amor pelo pai. Hoje é coordenadora estadual do PRB Mulher no Mato Grosso do Sul, mulher forte e guerreira. Venha com a gente conhecer um pouco dessa mulher 10 do PRB.

PRB Mulher: Por que escolheu o PRB?

Raquel Correia: Talvez seja pretensão, mas eu sempre penso que o PRB me escolheu da mesma forma que eu o escolhi. Nunca antes tinha sido filiada nenhum outro partido político. Sempre vejo  o PRB como uma esperança.

PRB Mulher: Como é para você trabalhar para a militância feminina?

Raquel Correia: (Suspiros)Você sabe  quem suspira são os apaixonados, né? Pois bem, sou apaixonada pela militância feminina e nós precisamos compreender o nosso papel no mundo. Somos protagonista, porém precisamos exercer esse adjetivo com muita responsabilidade, e é nisso que foco minha a militância: a ajudar a comunidade feminina a alcançar seus direitos e a contribuir com a sociedade o máximo que puderem. Uma coisa que deixo claro é que, sim, sou ferrenha na luta contra a violência, a favor de atingirmos nossos espaços na política, e assumir cargos de direção: seja no publico ou no privado.

PRB Mulher: O que difere o PRB dos outros partidos?

Raquel Correia: O PRB tem alma, é assim que o vejo. O nosso partido tem embates de ideias, porque é formado por gente, e nós temos a liberdade para opinar. O PRB é diferente sim, sua essência é formada por um sentimento de mudança, de fazer diferente, e este é o sonho que permeia o coração e a mente de cada cidadão desta nação.

PRB Mulher: Você é uma pré-candidata?

Raquel Correia: Sou uma eterna pré-candidata, sirvo aos propósitos de um grupo dentro de meu partido, me coloquei a disposição para compor uma chapa como pré candidata, sempre dentro de um contexto de crescimento. Nós, mulheres, sabemos da nossa capacidade, e queremos sim acessar esse espaço de poder político, porém muitas das vezes nos falta estratégias, as vezes é necessário recuar para avançar.

PRB Mulher: Está a quanto tempo no PRB Mulher?

Raquel Correia: Milito o seguimento feminino no PRB desde sua formação. Fui coordenadora municipal, mas assumi a coordenação estadual a apenas 4 meses.

PRB Mulher: Quais são os seus objetivos como coordenadora do PRB Mulher?

Raquel Correia: Vamos avançar, o estado tem uma carência gigantesca da presença da mulher na política. Na capital do estado, por exemplo, são 29 vagas para vereador, sendo que apenas duas vagas são ocupadas por mulheres. Desenvolvemos um planejamento de fortalecimento da militância no PRB mulher. Começaremos integrando todas as coordenações no contexto politico em seu município, não seremos mais o clube da “Luluzinha”, faremos parte dos debates políticos. Devido ao pouquíssimo tempo na frente do PRB Mulher aqui no estado, confesso que 2018 servirá mais de fortalecimento, porém a nossa meta visa a preparação das mulheres para o pleito de 2020. Vamos eleger mulheres em todo o estado.

PRB Mulher: Neste período, qual foi o seu maior desafio e como superou?

Raquel Correia: Toda mulher, ou pelo menos a maioria delas, tem uma rotina bastante ocupada: casa, filhos, marido, trabalho, escola… Essa rotina nos impede de avançar no cenário político, esse foi meu grande desafio, conciliar tudo isso. E como eu superei? Bem, alguém já lhe disse que somos multitarefas? Pois é, isso é verdade, nós temos uma grande capacidade de empreender, e nesse século se inserir no cenário politico, que é um universo historicamente masculino, bem, isso com certeza é empreender, tracei uma meta, avançar sem esquecer quem eu sou: uma mulher, e tem dado certo!

PRB Mulher: Um sonho.

Raquel Correia: Eu espero um dia ocupar um espaço na sociedade, onde eu possa plantar ética, verdade, sonho, realização e esperança, e quem sabe viver para ver esse grande colheita.

PRB Mulher: Já passou por algum constrangimento por ser mulher e negra?

Raquel Correia: Passei por muitas situações, em todas as épocas de minha vida, por ser mulher e  negra, na maioria das vezes, uma motivação separada da outra. Mas me lembro de uma vez onde a motivação da ofensa foi dupla. Em um evento, muita gente por todos os lados, o agressor se dirigiu a mim com as seguintes palavras: Essa pretinha dá um caldo! E passou a mão em mim, sobre o furdunço que deu, te conto depois.

PRB Mulher: Deixe um recado para as republicanas.

Raquel Correia: Mulher Republicana, eu não preciso dizer que você é capaz, porque a história vai registrar isso, nosso partido tem em sua direção homens que coadunam do nosso sentimento de valorização da mulher, e esses homens, deixam isso claro efetivamente quando possibilita a eleição de mulheres valorosas, como Nossa querida Rosangela Gomes, a linda Tia Eron na Bahia, Tia Ju, e outras, dentre elas vereadoras, deputadas estaduais e Federais. Acredite em nossa bandeira, acredite em você. O PRB é nossa mola propulsora, mas seja você, mulher republicana, a pessoa que vai empunhar a caneta e escrever essa história, a sua história.

Por Priscila Praxedes / ASCOM PRB Mulher Nacional

Envie seu material para o PRB Mulher Nacional pelo e-mail mulherempauta@prbmulher10.com.br. Conte pra gente as ações que as republicanas do PRB estão realizando em sua cidade, será interessante divulgar essas atuações no portal.