PRB Amapá avança para ampliar força da mulher na política

09

A mulher enfrenta muitos desafios diários para conquistar mais espaço no mercado de trabalho, na sociedade e também na política. Foi com esse entendido que o PRB Amapá investiu em cursos de capacitação e no diálogo constante com a população para garantir a eleição de mais mulheres nas eleições deste ano.

A entrevista desta semana é com a republicana Aline Gurgel. Ela foi a vereadora mais votada da capital Macapá em 2012, candidata a Prefeitura em 2016, secretária Estadual de Políticas para as Mulheres e desde março de 2017 comanda o PRB nos 16 municípios do estado do Amapá.

Para esta eleição, Aline Gurgel conquistou novas lideranças e preparou um grupo forte de candidatos. A meta é lutar por investimentos na infraestrutura viária e das cidades, além de buscar melhorias nas áreas de saúde e educação.

Entrevista

Agência PRB Nacional – A eleição deste ano não será fácil para ninguém. Qual a expectativa dos republicanos do Amapá com esse pleito?

Aline Gurgel – Nossa expectativa é que a gente consiga conquistar uma vaga na Câmara dos Deputados e eleger dois ou três estaduais. Para isso, trabalhamos muito e montamos uma equipe forte de candidatos. A novidade é que dos 16 nomes para a Assembleia Legislativa, dez são de mulheres. Republicanas com nome na praça, três já foram candidatas e tiveram uma excelente votação e agora com todo apoio do PRB, suporte e formação política, vem com tudo para obter sucesso nas urnas.

Aliado a isso, o aumento do recurso do fundo partidário para a campanha feminina aumentará em muito a representação feminina na política. Estamos num momento muito bom e as nossas candidatas são presidentes de associação, mulheres que já sofreram violência e lutam pela causa e lideranças de vários setores da sociedade. Conseguimos sintetizar muito bem a força da mulher do norte na chapa que montamos para as eleições deste ano.

Agência PRB Nacional – Isso prova que a mulher não é apenas uma cota no PRB Amapá?

Aline Gurgel – Isso mesmo. Na verdade, se fosse levar em consideração a cota de 30% de número de candidatas na coligação, a gente só precisaria de cinco mulheres. No nosso caso, ultrapassamos a cota e seremos o partido com maior número de candidatas no estado. Aqui no Amapá, a mulher não é para cumprir cota, ela vai para ganhar a eleição e conquistar o mandato. Nosso presidente nacional, o ex-ministro Marcos Pereira, sempre diz que “a mulher no PRB não é uma cota, é uma necessidade”. Estamos muitos felizes por ter esse apoio da Executiva Nacional no projeto que estamos desenvolvendo. Estamos trabalhando com o foco de reeleger o deputado estadual Oliveira e ampliar o número de representantes na Assembleia Legislativa. Para a Câmara dos Deputados temos seis nomes, entre os quais estou firme na luta para defender a voz da mulher do norte em Brasília.

Agência PRB Nacional – Qual tem sido a palavra de motivação para as eleições?

Aline Gurgel – O objetivo do partido é vencer essa crise política que se encontra o país. Precisamos trazer as pessoas para o centro das decisões, não deixar que elas votem em branco ou nulo, mas fazer com que o cidadão participe do processo eleitoral de forma efetiva. Lançamos um projeto na pré-campanha chamado “Fala Comunidade 10”, onde visitamos todas as comunidades com o curso de formação política, ouvindo as principais necessidades dos municípios e mostrando que a política é importante na vida das pessoas, que existem pessoas sérias e partidos transparentes. Foi um sucesso, as pessoas se filiaram e atualmente temos lideranças de nome na política, como vice-prefeitos, prefeitos e vereadores que migraram para o PRB depois do nosso trabalho. Oferecemos essa proposta de participação e inclusão das pessoas nas decisões políticas, principalmente, das mulheres.

Agência PRB Nacional – Porque a participação da mulher é tão importante na política?

Aline Gurgel – As mulheres são a maioria da população e entendemos que elas são essenciais na política e o PRB Amapá entendeu isso e buscou essas mulheres para participar do processo político. Entendemos que a mulher tem o poder de fazer diferente e, por isso, oferecemos todas as oportunidades para eleger mais mulheres nas eleições deste ano. A mulher é uma formadora de opinião forte, o arrimo de família e precisa de oportunidade para renovar a política. O Amapá é o estado com o maior número de mulheres chefiando os lares. Fizemos esse trabalho e tivemos uma boa aceitação em todos os municípios. O mais importante foi a capacitação que oferecemos. Capacitamos os indígenas, ribeirinhos e vários outros segmentos da sociedade. Mostramos a importância das pessoas conhecerem o processo eleitoral e em que vão votar para cobrar responsabilidade nos mandatos. Mostramos que o partido está de portas abertas para as pessoas que querem contribuir e formar uma sociedade mais justa e feliz.

Agência PRB Nacional – Podemos afirmar que o PRB Amapá está em sintonia com os anseios da população?

Aline Gurgel – Sim, estamos sintonizados com a população. As pessoas estão pedindo muito que os serviços públicos de saúde sejam ampliados e melhorados. O outro anseio é a questão do fortalecimento do município, nós não vivemos nos estados, moramos no município e não é difícil ver que eles estão esquecidos, as políticas públicas não chegam nos locais mais distantes e quem sofre com isso é o cidadão. O Amapá tem um problema muito sério que é a falta de infraestrutura das estradas, elas são precárias e isso dificulta muito o desenvolvimento do estado. Só para ter uma ideia, o Oiapoque fica a 600 km da capital e é muito difícil chegar lá. A nossa proposta é essa: fazer com que os municípios sejam assistidos com a ampliação do orçamento e mais condições de atender as demandas da população. As pessoas precisam de creche, escolas, saúde, educação e infraestrutura e para atender tudo isso é urgente a aprovação de um novo pacto federativo para distribuição de recursos financeiros para as prefeituras. A população entende e defende a importância de um novo pacto federativo para o desenvolvimento do país. Os recursos enviados pelo governo federal para os municípios não atendem as necessidades das comunidades e a situação fica complicada lá na ponta, onde a população cobra do governo local a solução para os problemas.

Agência PRB Nacional – Infraestrutura também é uma bandeira defendida pelos republicanos do Amapá?

Aline Gurgel – Defendemos investimentos na infraestrutura do estado todo, com a construção de novas estradas e da recuperação completa das que existem. A maioria dos acessos aos municípios é feito por ramais – pequenas estradas que ligam uma comunidade a outra. Precisamos asfaltar essas estradas e dar condição para o desenvolvimento do estado como um todo. Sem infraestrutura viária, não há desenvolvimento. Vou buscar isso em Brasília e nossa bancada na Assembleia Legislativa terá esse objetivo como foco sempre.

Agência PRB Nacional – Isso afeta diretamente o desenvolvimento industrial do estado, não é verdade?

Aline Gurgel – Com certeza, e temos um exemplo claro aqui sobre isso. Temos um porto estratégico e se pudéssemos enviar a produção do estado para todo o Brasil e para fora do país por ele, a situação seria bem diferente. Mato Grosso envia toda produção para o Porto de Santos, sendo que teria uma economia de 30% no frete se utilizasse o nosso porto. Só que não temos essa infraestrutura, não temos todo esse aparato para receber essas cargas, nossas estradas são ruins e não tem condição de receber esse fluxo de veículos. Vamos trabalhar para viabilizar esse projeto e assegurar o desenvolvimento econômico do estado. As pessoas querem desenvolvimento e emprego porque nossa cidade depende totalmente do governo e do comércio. Sendo que 80% dos empregos são dessas duas áreas. Precisamos de indústrias e mais empregos e tudo isso tem de ser pensado com várias iniciativas, vinculadas em todo o estado do Amapá.

Agência PRB Nacional – Se eleita, qual será sua forma de trabalhar em Brasília, que bandeiras defenderá?


Aline Gurgel – Eu defendo um Brasil municipalista, onde as pessoas tenham serviços públicos de qualidade, com mais infraestrutura, saúde e educação para todos. Além, é claro, de defender os direitos das mulheres e os menos favorecidos. Um país só pode ser justo e igualitário com homens e mulheres participando efetivamente das decisões políticas. Já avisei para as deputadas Tia Eron e Rosangela Gomes que, com a força do povo do Amapá, estarei em Brasília para reforçar a bancada republicana. Eu disse a elas que estamos a todo vapor apresentando essa proposta de uma política correta e séria. Vamos trabalhar muito para conquistar essa vaga na Câmara dos Deputados e assim representar essa bancada feminina forte. Tenho no meu coração o sonho de representar a mulher do norte na Câmara dos Deputados e com a força do povo vamos chegar lá.

Agência PRB Nacional – Você não gosta de ficar em gabinete, seu trabalho é nas ruas conversando com o povo. O que te move na política?

Aline Gurgel – Uma das minhas maiores marcas é essa sensibilidade com os problemas em comunidade. Eu gosto de conversar com as pessoas, entender os problemas e buscar uma solução. Esse poder de transformação social me encanta e faz da política uma área fascinante. Tanto é que quando eu era vereadora, pelo PRB, ganhei o prêmio de melhor vereador do Brasil, justamente com o projeto “Vereadora na Comunidade”. Eu tenho essa marca de entrar nas comunidades, estar presente e mostrar que o político tem de ser um instrumento facilitador para o povo. É isso que estamos fazendo aqui no Amapá e agora vamos aproximar o Congresso da Comunidade.

Texto: Agência PRB Nacional
Fotos: Ascom – PRB Amapá

Envie seu material para o PRB Mulher Nacional pelo e-mail [email protected] Conte pra gente as ações que as republicanas do PRB estão realizando em sua cidade, será interessante divulgar essas atuações no portal.