Mulheres e o real sentido da Independência

105

As mulheres sempre tiveram um papel importante nos principais fatos históricos de nosso país, embora muitas vezes a historiografia oficial as tenha diminuído ou até esquecido. Não foi diferente nas batalhas pela Independência do Brasil na Bahia, onde a presença feminina foi decisiva no processo, e muitas se destacaram nas intensas batalhas, e na ajuda aos soldados.

Quando narramos os destaques na luta da Independência encontramos com maior facilidade as presenças de Joana Angélica, a freira que enfrentou corajosamente os portugueses, e Maria Quitéria, que chegou a se passar por homem, para ter o direito de desbravar os campos de batalhas. Essas bravas mulheres ficaram bastante conhecidas. Existem ainda registros de esposas de diversos fugitivos que atuaram decisivamente para ajudar seus maridos. Historiadores relatam que, na região de Saubara, mulheres se fantasiavam para assustar soldados, e assim levavam comida para os maridos nos esconderijos.

Mulheres incríveis traçaram os caminhos para nossa Independência. Porém, para que se faça justiça e reparação histórica, é de fundamental importância que o povo brasileiro, em especial os baianos, relembrem sempre a figura da valente Maria Felipa, dando-lhe o lugar de merecido destaque. Ela é pouco conhecida e citada em livros e na história oficial, porém, tem muita importância nas lutas pela Independência. Uma mulher da Ilha de Itaparica, negra, que liderou dezenas de mulheres nas batalhas, tendo relatos de que elas foram responsáveis por queimar diversas embarcações portuguesas, que gerou a queda de muitos soldados da tropa de Portugal.

Mulheres guerreiras, à frente de seu tempo. Uma época onde estávamos longe de pensar em qualquer tipo de autonomia feminina, elas fizeram a diferença com muita bravura. Essa coragem que nos motiva sempre, é essa coragem que conclamamos para que toda mulher dos dias atuais busque incessantemente pelos seus direitos, se não se sujeite a nenhuma manifestação de violência e não descanse, enquanto não tivermos ocupado todos os espaços devidos da sociedade. E um desses espaços, é justamente a política. Nossa verdadeira Independência, perpassa pela ocupação dos espaços ditos de poder, e de decisão.

Sim, precisamos mobilizar mulheres para ingressarem na política, afinal, ninguém melhor que nós mesmas, para pensarmos nossas políticas públicas. E se estamos descontentes, desmotivados com os rumos políticos do Brasil, a hora de mudança é agora. Confiamos na responsabilidade e sensibilidade feminina. A mudança que queremos deve partir de cada uma de nós. Precisamos estar unidas, em todas as dimensões, nos fortalecendo e propondo as intervenções necessárias no nosso país, por nós, por nossos filhos, pelas Joanas, Marias e Felipas. Pela verdadeira independência de nossa nação.

*Rogéria Santos é vereadora em Salvador pelo PRB

Coordenadora Municipal do PRB Mulher em Salvador

Envie seu material para o PRB Mulher Nacional pelo e-mail mulherempauta@prbmulher10.com.br. Conte pra gente as ações que as republicanas do PRB estão realizando em sua cidade, será interessante divulgar essas atuações no portal.