De volta à Câmara, Tia Eron faz balanço de sua atuação como secretária em Salvador

157

A deputada federal Tia Eron (PRB-BA), eleita com 116 mil votos nas eleições de 2014, é uma das mulheres que tem feito a diferença na política brasileira. Depois de passar um ano e quatro meses à frente da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza da Prefeitura de Salvador, a republicana reassumiu o mandato na Câmara dos Deputados, no último dia 6 de abril.

No período como secretária, Tia Eron desempenhou um trabalho de excelência na capital baiana, com destaque para a criação do primeiro Centro Dia de Microcefalia do Brasil e também o enfrentamento à pobreza por meio do empreendedorismo.

Para contar como foi essa experiência com os serviços de Assistência Social em Salvador e falar sobre sua expectativa para as eleições deste ano, a deputada federal e pré-candidata a reeleição pelo PRB Bahia, concedeu esta entrevista à Agência PRB Nacional.

ENTREVISTA

Agência PRB Nacional – Como foi a experiência como secretária municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza de Salvador?

Tia Eron – Desde que entrei na política sempre tive atenção especial com as políticas públicas de enfrentamento à pobreza. É claro que com essa experiência em Salvador, ampliei muito mais minha perspectiva da importância da assistência social na vida das pessoas que precisam. Entendo que é necessário esclarecer que se trata de um direito constitucional com objetivo de socorrer as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e em situação de pobreza. É um trabalho de grande relevância porque visa, justamente, transformar a vida das pessoas por meio de programas como o Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC), aluguel social e tantos outros. Quem está vivendo nessa situação precisa de ajuda para sair dessa condição e não ser incentivado a continuar sem perspectivas. Na condição de gestores públicos, não podemos alimentar qualquer tipo de troca de favores por meio dos programas da Assistência Social, é um direito da população e não depende de governo Y ou X, o cidadão tem direito e pronto.

Agência PRB Nacional – Um dos projetos que chamou a atenção na sua gestão foi o que incentivou o empreendedorismo como forma de enfrentamento à pobreza. Como foi isso na prática?

Tia Eron – Por meio do Centro de Referência da Assistência Social, mais conhecido como o Cras, conseguimos avançar com a criação do Cras Família Empreendedora, oferecendo autonomia para as famílias montarem um negócio próprio e assim melhorar de vida. Veja a história dos grandes empresários do Brasil, eles começaram assim, pequenos, e foram crescendo aos poucos. Oferecemos o apoio necessário para as famílias e com isso fizemos com que muitas pessoas tivessem a oportunidade de superar a pobreza e ter uma vida mais digna. Viabilizamos empréstimos e oferecemos todo o acompanhamento técnico com o claro objetivo de fazer o negócio dar certo. Além disso, atuamos em diversas áreas para diminuir a desigualdade social e abrir portas e boas oportunidades para os moradores da comunidades pobres de Salvador.

Agência PRB Nacional – No ano em que a senhora assumiu a secretaria, o Brasil vivia o surto de microcefalia, atingindo principalmente o nordeste. A Bahia foi pioneira no atendimento as essas famílias, certo?

Tia Eron – O Centro Dia de Microcefalia é um orgulho para os soteropolitanos. Naquele momento tínhamos várias mães andando de um lugar para o outro procurando ajuda e enfrentando muita dificuldade para conseguir um atendimento adequado, quando elas deveriam ter o acolhimento. Diante disso, com apoio do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra e todo o empenho do prefeito ACM Neto, criamos o Centro Dia de Microcefalia em Salvador para atender tanto a criança quanto a mãe, porque em regra, as mães acabam ficando sozinhas com a responsabilidade de cuidar do filho. O primeiro que vai embora é o marido, por falta de entendimento e até mesmo desespero pela situação. Então, são essas mães que estão comandando as casas e, com isso, a responsabilidade do governo aumenta muito mais. Prioritariamente, a assistência social com foco no tratamento especializado de microcefalia estabelece o atendimento prioritário na política habitacional, na rede pública de saúde e nos demais serviços públicos.

Estudos já indicam que a criança com microcefalia precisa iniciar o tratamento até segundo ano de vida, para minimizar os danos e conseguir uma melhor qualidade de vida. Só para você visualizar mentalmente a situação, Salvador é o segundo estado do Nordeste com maior número de crianças acometidas com a síndrome. O nosso projeto prevê a criação de dois centros, em virtude do número de casos. Já atendemos 226 famílias e só existe um Centro Dia em todo o Estado da Bahia, que é gerido pelo município de Salvador. Em um dos casos que eu acompanhei, uma mãe já tinha 3 anos sem ir ao médico ginecologista por falta de tempo. A criança com microcefalia precisa de atenção integral, a mulher vive para aquilo, de forma exclusiva, uma criança com microcefalia tem convulsões simultâneas. Com a implantação do Centro Dia, tivemos condições de atender melhor as crianças e toda a família, e entendemos que a situação melhorou muito para as mães, que agora contam com atendimento especializado e dedicado.

Agência PRB Nacional – Com essa experiência em Salvador, muda alguma coisa na sua atuação na Câmara dos Deputados?

Tia Eron – Além de manter minha atuação em defesa dos direitos das mulheres, quero dedicar atenção especial para ampliar e aumentar o controle das políticas públicas de assistência social. Temos a Lei 13.019 de 2014, que trata dos repasses para organizações que atuam em programas sociais, são muitas pessoas fazendo o social no Brasil, mas precisamos deixar claro que se trata de dinheiro público e todo esse financiamento não corre solto, tem um regramento que precisa ser respeitado para garantir a aplicação correta dos recursos. Minha atuação será nesse sentido, para garantir que estão cumprindo o plano de trabalho proposto e isso requer uma fiscalização maior do Estado. A gente precisa também de uma atenção especial à política de Segurança Alimentar. Hoje, se fala muito pouco sobre isso e as complicações são muitas para a saúde dos idosos, crianças e de toda a população.

Agência PRB Nacional – E as expectativas para as eleições deste ano, a senhora será candidata à reeleição?

Tia Eron – Há quem diga que esta eleição de 2018 será muito difícil, mas acredito que quem comete ilícito precisa mesmo estar bastante preocupado com a eleição, mas quem trabalha de forma correta, tem serviço prestado à população. Nada resiste ao trabalho, essa é a minha expectativa.

Agência PRB Nacional – Este é um ano muito importante para o Brasil. Na sua opinião, qual deve ser o critério do eleitor para escolher seus representantes?

Tia Eron – A sociedade brasileira está sendo inundada de informações e muitas pessoas acham que por conta disso estão bem informadas. É preciso ter cuidado para não ficar mal informado nesse processo todo porque tem muita gente disseminando mentiras pelas redes sociais. Então, o que é que vai fazer com a gente se aproprie ou cheque perto da verdade? Digo que é nossa consciência, a nossa busca, a capacidade de percepção e fazer leituras nas entrelinhas. Hoje o eleitor, no meu modo de pensar, quer o político que tem as mãos limpas, não adianta trabalhar e ter as mãos sujas pela corrupção. Esta será uma eleição de muitas mentiras contadas e compartilhadas como a mais pura das verdades. Precisamos ter consciência crítica, fazer questionamentos no primeiro momento para depois ir na fonte, buscar a confirmação se é verdade ou mentira, somente depois disso poderemos fazer uma boa escolha dos candidatos, mensurando quem é bom e honesto no processo eleitoral.

Agência PRB Nacional – E ao povo baiano, o que podemos dizer deste seu retorno ao cargo de deputada federal?

Tia Eron – Tenho muito orgulho de ser baiana. Quero dizer ao povo baiano que persista em lutar por uma vida melhor a cada dia e realizar os sonhos. A Bahia tem ajudado o Brasil em tudo, até mesmo porque a nação brasileira nasceu lá e a gente não pode esquecer disso. A Bahia tem muitas virtudes e precisa se desenvolver mais, precisa avançar no caminho do desenvolvimento e no enfrentamento das desigualidades sociais. Voltei para o mandato de deputada federal e continuarei na minha caminhada de servir o meu estado e contribuir para a solução dos problemas dos nossos municípios. Podem contar com uma deputada aguerrida e incansável na luta em defesa dos interesses do povo baiano.

Por: Agência PRB Nacional
Fotos: Ascom – Liderança do PRB na Câmara

Envie seu material para o PRB Mulher Nacional pelo e-mail mulherempauta@prbmulher10.com.br. Conte pra gente as ações que as republicanas do PRB estão realizando em sua cidade, será interessante divulgar essas atuações no portal.