Com foco na geração de empregos, PRB vota a favor da MP da Liberdade Econômica

“Nós, do PRB, acreditamos que a medida vai desburocratizar o setor empresarial, estimular o crescimento econômico, fomentar a micro e pequena empresa e, sobretudo, gerar emprego e renda no país”, diz Silvio Costa Filho

Brasília (DF) – O deputado federal Silvio Costa Filho (PRB-PE) falou em nome do partido durante a votação do texto-base da Medida Provisória da Liberdade Econômica (MP 881), ontem, na Câmara dos Deputados. “Nós, do PRB, acreditamos que a medida vai desburocratizar o setor empresarial, estimular o crescimento econômico, fomentar a micro e pequena empresa e, sobretudo, gerar emprego e renda no país. Por isso essa matéria tem o apoio integral do partido”, disse.

O vice-presidente da Casa, deputado federal Marcos Pereira (PRB-SP), também se pronunciou sobre o poder “desburocratizante e desregulamentador” da medida provisória. Segundo ele, a aprovação da matéria contribuirá para acelerar o processo de admissão do Brasil no âmbito da OCDE (Organização para Cooperação e o Desenvolvimento Econômico). “A MP representa um avanço na valorização do empreendedor. “Precisamos superar essa visão ultrapassada de que o empresariado brasileiro é o vilão da economia, voltado exclusivamente à maximização dos lucros”, disse.

O deputado federal Capitão Alberto Neto (PRB-AM) também defendeu a geração de postos de trabalho. “Não estamos lutando pelas grandes corporações, mas pelos pequenos empresários e pela microeconomia, que tanto gera emprego. Nós estamos pensando nos 13 milhões de desempregados, que estão sem rumo e sem dignidade”, disse.

Para o deputado federal Lafayette de Andrada (PRB-MG), a proposta que altera regras trabalhistas com o objetivo de reduzir a burocracia e facilitar empreendimentos é importantíssima porque tira das costas do empresário o peso do Estado, desburocratiza e facilita o empreendedorismo, além de fortalecer o mercado de trabalho. “A MP confirma o novo rumo da economia brasileira”, aposta.

Nesta quarta-feira (14), a Câmara vai analisar os destaques à matéria. Em seguida, o texto será encaminhado para votação no Senado e precisa ter a aprovação concluída no Congresso até o próximo dia 27 para não perder a validade.

 

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Fotos: Douglas Gomes

 

Envie seu material para o PRB Mulher Nacional pelo e-mail mulherempauta@prbmulher10.com.br. Conte pra gente as ações que as republicanas do PRB estão realizando em sua cidade, será interessante divulgar essas atuações no portal.